Está aqui

Xadrez

Main menu

Xadrez

Era conhecido como "o jogo do exército" ou "Chaturanga", no século VI d. C., e podia ser jogado com dois ou mais jogadores. Com as viagens dos mercadores e dos comerciantes o jogo espalhou-se para leste (China) e para oeste (Pérsia). Mais tarde, os árabes dedicaram-se ao estudo do jogo e, apercebendo-se da relação com a matemática, escreveram vários tratados sobre a matéria. Aparentemente, foram os primeiros a formalizar e a escrever as regras do xadrez.

Por volta do século IX, o jogo foi introduzido na Europa por duas vias distintas: segundo alguns depoimentos, foi pela invasão muçulmana da Península Ibérica; e, segundo outros, foi durante o confronto Ocidente-Oriente na Primeira Cruzada. No século XI já era amplamente conhecido no velho mundo.

O Campeonato Mundial de Xadrez começou em 1886, quando os dois principais xadrezistas da época disputaram uma partida. De 1886 a 1946, o campeonato foi conduzido numa base informal, com o desafiante a ter que vencer o campeão para se tornar no novo campeão. O primeiro Campeão oficial foi Steinitz. De 1948 a 1993, a organização do campeonato foi administrada pela FIDE, a organização internacional de xadrez. O Campeonato Mundial mais mediático na década de 70, mais precisamente em 1972, foi entre Bobby Fischer (de nacionalidade americana) e Boris Spassky (da União Soviética). Em 1993, o então campeão Garry Kasparow rompeu com a FIDE, significando que haveria dois campeonatos rivais. Esta situação durou até 2006, quando o título foi unificado. No ano de 2006 as duas federações de xadrez (FIDE e PCA) juntaram-se numa só, fazendo com que os campeões de 2006 da FIDE (Veselin Topalov) e da PCA (Vladimir Kramnik) disputassem um só título. Vladimir Kramnik ganhou a Veselin Topalov, tornando-se no campeão de 2006.

Em 2007, o indiano, Anand, tornou-se Campeão Mundial. Em 2013 o jovem norueguês, nascido em 1990, Magnus Carlsen, torna-se Campeão do Mundo, destronando Anand.

Em Portugal, o Campeonato Nacional Absoluto começou a ser jogado em 1911, mas só a partir de 1950 passou a ser realizado regularmente de forma anual.

O Mestre Internacional Joaquim Durão, que foi durante várias décadas presidente da Federação Portuguesa de Xadrez, é o que tem mais títulos conquistados. No feminino, a jogadora com mais vitórias é Catarina Leite.  Em 2013, o Mestre Internacional Rui Dâmaso tornou-se Campeão Nacional.

No Xadrez Escolar, para além dos campeonatos regionais e campeonatos nacionais, houve duas provas com especial relevância: os Encontros Nacionais Escolares de Individual e de Equipas (a 4 tabuleiros), que se realizam há onze edições, desde o ano 2000, data da primeira edição que se realizou no Externato Cooperativo da Benedita. Na competição por equipas chegou-se a atingir os 500 alunos inscritos. A média de inscrições por encontro foi de 200 a 300 alunos, desde o 1º ciclo ao ensino secundário.

A escola que se sagrou Campeã Nacional em 2012/2013 foi o Instituto Pedro Hispano. O Campeão Nacional Escolar de 2013/2014 foi o aluno do Instituto Pedro Hispano, João Vicente.

O Xadrez foi uma das modalidades representadas na Gymnasiade de 2013, que se disputou em Brasília. Portugal esteve representado por quatro alunos, campeões e vice-campeões masculinos e femininos: João Vicente, Luís Pedro Ferreira, Inês Silva e Mariana Silva.

O xadrez é um dos jogos mais populares do mundo, sendo praticado por milhões de pessoas em torneios amadores e profissionais, clubes, escolas e através da internet. Estima-se que cerca de 605 milhões de pessoas em todo o mundo sabem jogar xadrez e que destas 7,5 milhões são filiadas a uma das federações nacionais que existem em 160 países de todo o mundo.

A Federação Portuguesa de Xadrez, que está sediada em Lisboa, foi criada em 1927.

Regulamento - em atualização