Está aqui

Natação

Main menu

Natação

Surgiu inicialmente para suprir as necessidades das populações que viviam à beira de lagos e rios. No Egipto e na Grécia, a natação era já considerada como um desporto fundamental para o bem estar do corpo, embora ainda não se realizassem competições.

Durante a Idade Média, a água era encarada com muitas suspeitas: as populações acreditavam que viviam espíritos nos cursos de água, e que as pragas que assolaram a Europa nesse século tinham sido transmitidas por esse meio.

Depois do Século XVII, a natação voltou a ser considerada um desporto saudável, em especial no Japão. Na Europa, a natação competitiva iniciou-se em 1837, em Londres, quando foram organizadas as primeiras provas nacionais. A primeira competição internacional só se realizou em 1846, em Sidney, e desde então novas provas têm sido introduzidas. A estreia nos Jogos Olímpicos foi logo em 1896, em Atenas, embora tenha sido apenas reservada para os homens. Inicialmente a modalidade era praticada em rios, mas em 1908 as provas começaram a ser realizadas em piscinas onde as condições eram mais facilitadas para a prática deste desporto. Em 1912 participam as primeiras nadadoras nos Jogos Olímpicos de Estocolmo.

A participação portuguesa nestas competições está reservada para 1924, em Paris, onde participa o nadador Mário da Silva Marques na prova dos 200 metros bruços. A primeira escola de natação em Portugal foi fundada em 1902 na Trafaria, pelo Ginásio Clube Português. O início da natação associativa em Portugal remonta a 1922, quando é fundada a Liga Portuguesa dos Clubes de Natação, embora a Federação Nacional tenha sido criada 8 anos depois.

Regulamento - em atualização