Está aqui

Atletismo

Main menu

Atletismo

É conhecido como o “desporto-base”, porque a sua prática corresponde a movimentos naturais do ser humano: correr, saltar e lançar. O Atletismo reúne provas de pista: corridas (de velocidade, com e sem barreiras, de fundo e meio-fundo) e concursos (saltos e lançamentos); provas combinadas (como o decatlo e o heptatlo, que reúnem corridas e concursos); o pedestrianismo (maratona e outras corridas de rua); corridas no campo (cross country); corridas em montanhas, no deserto ou nas praias e marcha atlética.

O Atletismo é das modalidades desportivas mais antigas em termos de organização competitiva. Nos Jogos Olímpicos que se iniciaram na Grécia Antiga no ano de 776 a. C., o principal evento foi o Pentatlo, que compreendia o lançamento do disco, o salto em comprimento e ainda luta livre. A própria palavra “Atletismo” tem raiz grega: “ATHI”, que designa competição. Hoje em dia, a importância do Atletismo nesta competição é elucidada na frase: “Os Jogos Olímpicos podem acontecer apenas com o Atletismo. Nunca sem ele.” O programa original do Atletismo Olímpico da Era Moderna, iniciado em Atenas em 1896, foi, no início, dirigido apenas aos homens. Incluíam-se as provas dos 100, 400, 800 e 1500 metros; 110 metros barreiras; saltos em altura, com vara, comprimento e triplo; lançamentos de peso e disco; e uma prova especial: a maratona. A participação de atletas femininas nestas provas só aconteceu, de forma regular, a partir de 1928. Nessa altura, e desde 1880, já se tinham formado Associações de Atletismo um pouco por todo o mundo.

A Federação Internacional de Atletismo Amador (IAAF) foi fundada em 1912 e, a partir daí, tornou-se na entidade responsável por todas as competições internacionais, formalizando e credibilizando toda a competição. A Federação Portuguesa de Atletismo terá nascido em 1925, com Fernando C. Pereira a tornar-se no primeiro presidente. É atribuído aos ingleses o mérito da sistematização do Atletismo e a sua difusão na Europa e nos Estados Unidos da América. O povo inglês e alemão introduziram-no em toda a América Latina. Atualmente, a evolução do Atletismo continua a verificar-se, embora num ritmo mais lento do que até aqui. Há cada vez mais organização no que respeita às competições adaptadas ao nível dos participantes, e há uma maior aposta nas relações internacionais estabelecidas entre países; há uma evolução nas técnicas específicas de cada disciplina, tornando uma arte a sua interpretação; e há um aperfeiçoamento no que diz respeito aos materiais, que permitem a evolução das técnicas e desempenhos. É uma evolução da modalidade que se apoia no conhecimento (com recurso, por exemplo, à Biologia, à Biomecânica, à Pedagogia e Psicologia) e que faz evoluir métodos de ensino e de aprendizagem, métodos de treino e aperfeiçoamento de técnicas.

O desenvolvimento do Atletismo sustenta-se na compreensão da sociedade, resultando daí um aumento de oportunidades de prática da modalidade. Promove-se a formação geral, a recreação, a melhoria da condição física de cada um, e também o espetáculo, que muitas vezes dá visibilidade a causas sociais

Regulamento - novo